Xícara de Porcelana, Vidro ou esmalte? Qual a melhor?

O café é um dos alimentos mais ricos em aromas que existem!

Falar em notas de aroma e sabores que cada café pode apresentar, não é apenas assunto para especialistas. Você já deve ter percebido que algumas vezes, o sabor do café varia de acordo com a troca de xícara. Podemos muitas vezes, não identificar o que há de diferente, mas é notável as variações de sabores de acordo com o tipo do café que compramos e a forma que o tomamos.

No costume de tomar café todos os dias, podemos até passar despercebidos, mas a xícara é o detalhe que fará toda diferença ao apreciar a bebida! O café é influenciado pelo formato, material e até mesmo, aparência do recipiente em que é servido. Xícaras cilíndricas por exemplo, são boas para o clássico cafezinho feito em casa – em pequenas quantidades – entretanto, já não são tão válidas para espressos.

Xícara ou caneca?

Para estes, é mais recomendado uma xícara de louça, pequena, sendo melhor no formato cônico, com a boca larga e o fundo estreito, permitindo ver bem a cor e sua consistência, além de apreciar melhor o aroma dessa deliciosa forma de preparo. Há muitas xícaras de vidro para os espressos também, porém esse material conserva menos a temperatura, e tendo em vista que espressos vêm em pequenas quantidades, as desfavorece.

Agora, as xícaras feitas de vidro térmico, em tamanho médio, são ótimas para servir o café filtrado, tão presente em nossa cultura. O formato adequado para apreciar o café de garrafa térmica, feitos em grandes quantidades e bem quentes, são as de boca larga e em concha.

De maneira geral, o ideal é consumir o café em uma xícara de porcelana, antecipadamente aquecida, assim mantêm a temperatura constante e se destaca o sabor. Também provou-se que o tamanho e grossura da xícara alteram o sabor da bebida. Com diâmetro maior espera-se um café mais doce, já as mais grossas levam a parecer um café mais forte e intenso.

O famoso copo americano, muito usado no dia-a-dia, é bastante funcional quando se quer beber rapidamente, porém não valoriza o sabor e o aroma do café. Já o cafezinho mais popular, servido em copos plásticos, pode, até mesmo, apresentar riscos à saúde, por conta da liberação de uma substância química ao submetê-los às bebidas quentes.

Bebendo com os olhos

Não é apenas o formato do recipiente que influencia a nossa experiência ao degustar o café, mas também a sua cor! Diversas pesquisas confirmaram que a cor da caneca na qual o café é servido interfere na percepção das pessoas ao bebê-lo. Um recipiente branco, por exemplo, aprimora a intensidade do café, ou seja, faz com que as pessoas achem o café mais amargo. Isto pode ocorrer, provavelmente, pelo contraste do branco e o marrom da bebida. Nos recipientes transparentes, o gosto se mantém mais doce e menos amargo. Em xícaras na cor marrom, o café parece mais forte e saboroso, já nas vermelhas têm-se o contrário. Agora, nas xícaras azuis e amarelas, o gosto tende a parecer mais suave.

A partir de agora você já pode se arriscar e testar suas papilas gustativas, variando as cores e modelos de xícaras e copos, para explorar as diferenças dessa bebida encantadora.

Branco, redondo, pequeno, em porcelana, transparente, amargo ou doce, o dia começa melhor com um Dupier!

Leave a Comment

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

0
café tradicional, superior e especialblends de café especial ou gourmet