Como fazer uma degustação de cafe – Dupier Cafe Especial

Neste artigo, vamos mostrar como você pode fazer uma degustação de cafés no conforto da sua casa

De acordo com Riccardo Illy e Francesco Illy, autores de The Book of Coffee, o grão verde do café tem cerca de 250 tipos de moléculas voláteis, que se diluem mais facilmente no ar. Já o café torrado possui mais de 800 moléculas, um número impressionante, não é mesmo?

Exatamente por isso, que o cheiro de café passado na hora é irresistível até para quem não é muito admirador da bebida. Pensando nessa explosão de aromas e também no irresistível sabor da bebida resolvemos, no post de hoje, dar dicas de como fazer uma degustação de cafés no conforto da sua casa.

A primeira dica é usar grãos mais comuns para você se acostumar com os sabores diferentes. Opte por grãos de café de diferentes regiões do mundo: os grãos da África e Ásia, por exemplo, são completamente diferentes dos produzidos na América do Sul.

Assim, o indicado é comprar os grãos de café diretamente de uma fábrica de torrefação para você ter a absoluta certeza que está degustando um café de diferentes países e não de diferentes empresas.

Além disso, escolha grãos de empresas de diferentes portes, ou seja, alterne as suas escolhas entre empresas grandes e empresas pequenas, que fazem a sua própria torrefação – isso é muito importante. E não se esqueça: à medida que você se tornar mais familiarizado com as nuances do café terá paladar mais apurado e específico na sua degustação.

Degustação

Para realizar a degustação de cafés você precisa de exatamente três ou quatro tipos de café. Apenas dois tipos de cafés não lhe darão a diversidade necessária para aprender todas as diferenças, a menos que seja um degustador profissional e com muita experiência.

Em contrapartida, mais de quatro tipos de cafés também vão atrapalhar a descoberta de todos os sabores, o que fará com que seja mais difícil encontrar as discrepâncias principais. O processo envolve quatro passos diferentes. Veja abaixo quais são eles:

Passo 1 – cheire o café

Coloque a xícara de café junto ao seu nariz e sinta todos os aromas presentes. Para algumas pessoas, não existem adjetivos específicos para descrever os aromas que estão presentes em um café, apenas algumas imagens ou determinadas memórias.

Passo 2 – saboreie café

Na sequência, coloque o café na boca, mas você não deve engolir. Permita que o café repouse na boca e entenda que cada parte da língua oferece um sabor específico. No fundo da lingua o sabor é amargo; no meio é mais azedo; nas laterais é mais salgado e à frente o sabor é doce.

Passo 3 – Deguste o café

Tome nota dos sabores que os seus sentidos reconhecem no momento da prova do café. Essas anotações incluem o aroma que recolhe depois de ter engolido o café. Alguns cafés têm um sabor mais afiado e forte, mas desaparecem nesse mesmo instante. Ao contrário, existem outros cafés cujo sabor continua na boca.

Passo 4 – Experimente o café juntamente com outro alimento

Para comparar a amostra de café com outro alimento e sentir novas sensações a dica é lavar a boca com água e comer outro alimento. Observe o sabor do alimento sozinho. Depois, beba uma nova dose de café e mantenha-a na sua boca. Se a associação for agradável, o sabor ganha vida na boca, o que proporciona uma experiência sensorial magnífica.

Gostou do artigo de hoje sobre degustação de cafés? Experimente fazer em casa e conte para a gente nos comentários!

Leave a Comment

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

0
café e sexta feira blogformas de preparo de cafe especial