Café mais caro do mundo

O café move milhões ao redor do mundo e existem alguns tipos que são mais valorizados do que outros.

Ao apreciarmos nossa xícara de café, nem sempre pensamos que a matéria-prima daquela bebida tem um valor econômico e social tão grande.

Considerado o café mais caro do mundo, o Kopi Luwak, também conhecido como café civeta, é motivo de grande curiosidade! A razão do preço elevado deve-se principalmente ao seu método de produção, que é bastante incomum. O Kopi Luwak é produzido com grãos de café que foram digeridos por um felino da Indonésia, chamado civeta (ou Luwak, na língua indonésia e Kopi significa café).

O processo começa com a ingestão dos frutos pelo animal, que escolhe apenas os mais doces, maduros e saudáveis (a seleção é criteriosa!). Durante a digestão, ocorre a fermentação do alimento – que ajuda a dar a esse café seu sabor único – e a polpa é processada, porém os grãos permanecem no sistema e são expelidos em suas fezes cerca de 24 horas após sua ingestão. Procede-se então à coleta, lavagem e seleção dos grãos. Depois de tratados e torrados, eles são vendidos a valores altíssimos.

Aqui o café fica caro

A preciosidade desse café deve-se à sua escassez e dificuldade de coleta dos grãos, visto que esses animais são naturais da Indonésia e não são domesticados, ou seja, os produtores devem procurar as fezes em grandes áreas, o que pode levar tempo. Como é de se esperar, muitas pessoas, notando o valor desse café, decidiram criar as civetas em cativeiro para aumentar e acelerar sua produção. Isso prejudica a qualidade do café, pois ao serem alimentados apenas com os frutos, os animais não escolhem os melhores, mas comem os que são oferecidos para saciar sua fome. Além disso, é muito importante mencionar a crueldade a que os animais em cativeiro são submetidos, levando-os a apresentar depressão, estresse, problemas de saúde entre outros (o que também afeta a digestão dos frutos e consequentemente o resultado dos grãos).

E vale a pena comprar o Kopi Luwak? Qual é o sabor? Bom, isso vai depender muito do apreciador de café e do tipo do grão ingerido pela civeta. No geral, esse café é descrito como sendo pouco amargo, muito aromático e muito suave. O preço também varia, mas no geral fica na faixa de 200 à 1.000 dólares por quilo.

Existem algumas controvérsias sobre o café civeta ser o mais caro do mundo. Alguns dos tipos que também disputam esse título é o café Hacienda La Esmeralda, do Panamá – produzido com a variedade Geisha, em uma única fazenda e cultivado à sombra de goiabeiras – e o Black Ivory Coffee, da Tailândia – cujos grãos são extraídos das fezes de elefantes.

A verdade é que você não precisa gastar 1.000 dólares para degustar um café especial. Os blends Dupier são todos selecionados cuidadosamente, com café 100% arábica e produção sustentável. Conheça o Empório Dupier e surpreenda seu paladar!

Leave a Comment

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

0
formas de preparo de cafe especialblog cafe expresso xicara